Day by day. · You know it's for you.

Lugares vazios cheios de você.

Sábado à noite e eu não quero fazer nada. Quando foi que eu passei a transformar sábados em domingos? Domingos são dias difíceis. Logo eu, que ultimamente tenho transformado terças em sextas, quartas em sábados e quintas em dias de ressaca, com muita água pra chegar na sexta de novo. Percebo que tem muito de você aqui, tanto na minha inquietude de querer abraçar tudo, quanto nesse momento: meio tédio, meio sossego. Eu até prefiro e gostaria de ficar em casa, acho que temos que estar muito tranquilos com nós mesmos para a cama e a TV completarem uma noite, e quem sabe um açaí. Queria mesmo continuar aqui, vivendo esse domingo em pleno sábado, mas não dá (sério, não dá), não tá cabendo eu e essa saudade no mesmo quarto. Vou me arrumar pra tentar preencher com distração esse coração que está tão vazio desde que você se foi.

You know it's for you.

Postagem direta.

Sonhei contigo essa noite. Foi apaixonante e desesperador ao mesmo tempo. Há muito tempo eu não sonhava com você. E principalmente assim. Confesso que estou aqui há horas tentando encontrar uma forma de colocar em palavras toda a intensidade que eu vivi naquele sonho. Perdi a hora hoje de manhã, porque eu fiz pirraça e me recusei a acordar e sair daquilo tudo. Talvez eu não consiga mesmo descrever toda essa vontade, esse desejo de fazer acontecer. Resta-me reduzir à termo um dos diálogos mais importantes:

 – Porque você não me pediu um beijo quando você quis pedir?

 – Eu achei que fosse negar.

 – Quando foi que eu te neguei um beijo?!

Detalhar o que houve em seguida é tão impossível quanto não contar nada. Talvez a minha ausência de habilidade de descrever tudo se deva ao desejo intrínseco de querer guardar esse momento só pra mim. Apenas queria que você soubesse que senti meu coração no seu, e sua respiração na minha. E além de tudo isso, e o mais importante disso tudo, seus olhos olharam profundamente nos meus, e eu senti amor.

You know it's for you.

.

13151443_955468724552158_6213006937442527762_n

Eu escrevo porque você existe. Porque meu amor transborda em palavras que um livro inteiro não será suficiente, mas eu vou tentar. Eu escrevo porque quando li a sua carta declarando que me amava também, eu quis guardá-la dentro do meu coração pra sempre. Minha memória é falha, mas eu nunca esqueço como me fez sentir. Como se eu existisse para viver aquele momento. Para ler aquele sentimento. Eu escrevo porque não posso fundir o meu sentimento ao seu. Eu te leria todas as histórias que me pedisse para que você adormecesse, mas gostaria particularmente de contar a nossa. Como um livro com tanta alma e amor que transborda, como um história que não foi feita pra ter fim. Mas que teve.

Sound of music. · You know it's for you.

Fellings, just fellings.

Everybody loves the things you do
From the way you talk
To the way you move
Everybody here is watching you
‘Cause you feel like home
You’re like a dream come true
But if by chance you’re here alone
Can I have a moment
Before I go?
‘Cause I’ve been by myself all night long
Hoping you’re someone I used to know

You look like a movie
You sound like a song
My God, this reminds me
Of when we were young

Let me photograph you in this light
In case it is the last time
That we might be exactly like we were
Before we realized
We were sad of getting old
It made us restless
It was just like a movie
It was just like a song

I was so scared to face my fears
‘Cause nobody told me that you’d be here
And I swear you moved overseas
That’s what you said, when you left me

You still look like a movie
You still sound like a song
My God, this reminds me
Of when we were young

Let me photograph you in this light
In case it is the last time
That we might be exactly like we were
Before we realized
We were sad of getting old
It made us restless
It was just like a movie
It was just like a song

(When we were young)
(When we were young)
(When we were young)
(When we were young)

It’s hard to admit that
Everything just takes me back
To when you were there
To when you were there
And a part of me keeps holding on
Just in case it hasn’t gone
I guess I still care
Do you still care?

It was just like a movie
It was just like a song
My God, this reminds me
Of when we were young

(When we were young)
(When we were young)
(When we were young)
(When we were young)

Let me photograph you in this light
In case it is the last time
That we might be exactly like we were
Before we realized
We were sad of getting old
It made us restless
Oh, I’m so mad, I’m getting old
It makes me reckless
It was just like a movie
It was just like a song
When we were young

You know it's for you.

Primeiro do ano (simples e direto)

Não dava pra saber o que eu sentiria em um mês ou um ano. Mas eu sentia que as coisas iam mudar. Os ares, os rumos, os objetivos e até a nossa cabeça. Quando somos muito novos pensamos que não, mas mudamos o tempo todo. Não sei você, mas eu olho um pouco pra trás e penso “santo cristo, que anta eu fui!”. Mas isso acabou sendo necessário para eu chegar até aqui como eu sou hoje. E uma coisa eu posso dizer: hoje eu sou uma pessoa muito melhor do que eu já fui e devo isso a todas as experiências que vivi, sejam elas negativas ou positivas. E devo muito da minha mudança ao que a gente teve, a tudo que rolou. No calor do momento eu só via os contras, mas hoje em dia os prós falam muito mais alto que todos os atritos.
Obrigada.
Eu não entendia na época que os rompimentos podem nos trazer mais benefícios do que dor. Mas isso é porque quando estamos vivendo a dor da separação é difícil ter uma perspectiva de melhora. Eu te amava muito! Até que o barco furou e a gente sumiu da vista uma da outra. A vida é assim: nos acostumamos com a ausência, preenchemos algumas lacunas. Uns com vícios, outros com hobbies, alguns com outras pessoas. Vale usar música, poesia, arte. Cinema. Seriados. Fiz uma playlist cheia de música que eu queria te mandar mas não mandei. Se quiser eu posso te mandar um dia. No dia em que eu percebi que a gente não tinha mais volta eu me senti muito mal. Mas essa intensidade toda foi substituída por doses de sentir que as coisas estavam ok. Mesmo sentindo absurdamente a sua falta e vontade de estar perto. Mas passou. Foi difícil pra você também? Pra mim demorou um pouco, mas eu aceitei.
Significamos algo uma pro outra, você sabe bem o que a gente foi. Eu achei que as coisas duravam a eternidade, mas aí veio o tempo e me provou o contrário. Mas eu gostaria que você soubesse que se fosse comigo por perto talvez você não tivesse tantas conquistas. E eu espero que a falta que fizemos uma para a outra tenha se transformado em algo mais bonito. E que você tenha sentido por outras pessoas coisas muito mais intensas do que o que a gente viveu. E que a sua vivência sem a minha presença tenha contribuído para que você se tornasse alguém melhor também. Porque a vida é assim mesmo. A gente se sente menos devastado com as perdas e vai entendendo que o que vem dos outros é lucro. O que importa é como nos sentimos em relação a nós mesmos.
Desejo do fundo do coração que você se realize e seja uma pessoa completa. Cheia de amigos, cheia de vida e de vontades. Que um dia possa lembrar da gente com algum carinho (mesmo que não me conte). Que as mágoas não sejam os motivos das suas ações (nem das minhas). Que quando a gente olhar para o lado, não sinta a falta da outra e entenda que os caminhos foram diferentes mesmo. E que ao olharmos para o lado e não nos encontrarmos, possamos apenas compreender, aceitar e deixar ir.


You know it's for you.

Essa sua mania.

Você e essa sua mania de aparecer quando tudo tá indo tão bem. Quando parece que finalmente te esqueci, você aparece e me faz lembrar que eu ainda te amo. Quando te vejo, é como se tudo acontecesse mais uma vez. Eu te olho nos olhos, e lembro dos momentos que partilhamos em silêncio, com olhares que me invadiam os pensamentos, que proferiam sentimentos. Nós nem precisávamos de palavras. Mas agora, você me vê e desvia o olhar, passa por mim enquanto te vejo partir. E isso se repete mais uma vez, e outra vez, e outra vez, e outra vez e outra vez. Não suporto tantos reencontros e despedidas sabendo que você está mais aqui. Sabendo que não vou mais poder te ligar um pouco depois de te encontrar e dizer que já estou com saudades. Sabendo que agora você foi realmente embora.  Dessa vez, da minha vida. Sei que posso parecer forte, mas meu coração é mole. Acredite, só uma despedida já fora o bastante. Eu sei que preciso ser forte pra seguir adiante, mas você me faz fraca. Você consegue arrancar minha espada e me derrubar do cavalo num só golpe. Você ainda tem o poder de me desarmar. Ah, você e essa sua mania de aparecer quando tudo tá indo tão bem. Você e essa sua mania de me lembrar que eu ainda te amo.