Sobre essas coisas que estão aqui dentro.

E diante disso tudo percebo que a culpa é mais minha do que sua. Minha e da minha inocência em pensar que eu sou uma pessoa especial e que poderia ser tratada de forma diferente. Minha e da minha necessidade em querer um pouco de atenção, um pouco de carinho, um pouco de qualquer coisa que você possa me dar. Um pouco que de grão em grão se perde diante de atitudes que só fazem doer o meu coração. Um pouco que em nada se compara ao muito que eu te dou todos os dias. Um pouco que deixa um buraco tão grande como se não fosse nada. Eu sempre erro no mesmo quesito. Achar que as pessoas podem pensar em me tratar da mesma forma com a qual eu as trato. Eu sempre erro. Sempre erro. Talvez pra você perceber que existe algo de errado é tão ínfimo quanto a tudo o mais que nos traz até aqui todos os dias. Tão ínfimo que não merece qualquer atenção. E enquanto você simplesmente não se importa, eu me importo por nós. Me importo com o fato de você não se importar. Me importo e sofro. Sofro mais ainda por não conseguir me importar menos. Por cada dia me importar mais. 

Um comentário sobre “Sobre essas coisas que estão aqui dentro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s