.

E pensando que talvez trate-se apenas de uma visão turva e de pensamentos desordenados, quase como que engolindo a seco os batimentos que parecem estar na garganta tentando acalmar o coração, ponho-me a caminhar rumo a um futuro que não sei mais delinear como gostaria que fosse. Com uma surrada mochila nas costas enquanto aquela dor infindável me lembra que preciso de um descanso, e as lágrimas que molham meu rosto para denunciar minha condição de alguém que não consegue mais prender o choro, ponho-me de pé para mais uma vez tentar ensaiar um sorriso àqueles que cruzarão meu caminho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s