Suspiros.

Você me apresentou um amor tão certo, tão bonito e tão dolorido. Te esquecer não faz parte dos meus dias, te riscar do mapa não é opção, não sei como responder a tua ausência, não consigo ignorar teu abandono, é difícil que continuei sendo nós mesmo quando você passou a ser só. Procuro ajuda em tudo que me dói, tento resgatar meu coração que não quer saber de voltar pra mim, é teu como todo tempo mais lindo da minha vida, é teu como a vontade que tenho de matar a saudade que consegue deixar minhas lágrimas mais cumpridas, é teu como tudo o que sinto e sinto muito por você não sentir mais nada disso. Na verdade, eu não sei te detestar, não aprendi a te deixar nos históricos, não consigo deixar de imaginar tua existência, apesar do meu mundo estar aos pedaços por tua causa, eu sei que só você pode me fazer feliz. Como eu consigo apesar de tudo te amar? Como é possível que o amor seja ainda a única coisa que me atiça a abrir os olhos? É a simples possibilidade de te encontrar e de te fazer ficar comigo que me traz o fôlego que eu contínuo perdendo pra tristeza. Você some como se isso fosse parte de um espetáculo, você desaparece, no entanto, permanece. A tua ausência me culpa, insistindo em dizer que eu não fui suficiente, quando tudo o que eu fiz foi SER TUA. Apesar desse tudo que já foi, espero te ver feliz. Sei que em algum momento eu terei que te deixar como um lembrete do que eu não posso repetir, terei que deixar de te amar por te amar demais, e enquanto estiver amor sobreviver, tenho a impressão que estou morrendo na mesma proporção.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s